O Tempo da Quaresma

Novo produto

Formato: 148X210 mm
200 páginas
ISBN 978-989-8293-12-1
2ª edição – Março de 2018

>> Índice do livro

A primeira edição em livro data de 2011. Esgotadas estas edições, preparou-se esta nova edição, enriquecida com um Apêndice de textos escolhidos da Patrística e do Magistério da Igreja pós-conciliar: Paulo VI, João Paulo II, Bento XVI e Francisco.

Mais detalhes

5,00€ com IVA

Adicionar à Lista de desejos

Mais informação

APRESENTAÇÃO 

O Mistério pascal é o dom mais precioso deixado por Cristo à sua Igreja: a síntese de todo o mistério da salvação. Não admira, por isso, que os cristãos das várias famílias litúrgicas do mundo dediquem todos os anos um período de quarenta dias à sua preparação.

«O Tempo da Quaresma destina-se a preparar a celebração da Páscoa: a liturgia quaresmal prepara a celebração do mistério pascal tanto os catecúmenos, através dos diversos graus da iniciação cristã, como os fiéis, por meio da recordação do Baptismo e das práticas de penitência»[1].

O Mistério pascal tem a sua celebração semanal em cada domingo, «primordial dia de festa», mas o seu centro é a Vigília pascal e o Domingo da Ressurreição.

Este subsídio pastoral é o resultado dos estudos apresentados no X Encontro Nacional de Pastoral Litúrgica, em 1984, e dedicado ao tema: “A Celebração do Mistério Pascal: o Tempo da Quaresma”. A primeira publicação apareceu no Boletim de Pastoral Litúrgica, nn. 37-40 (Janeiro-Dezembro) 1985. A primeira edição em livro data de 2011. Esgotadas estas edições, preparou-se esta nova edição, enriquecida com um Apêndice de textos escolhidos da Patrística e do Magistério da Igreja pós-conciliar: Paulo VI, João Paulo II, Bento XVI e Francisco.

Os títulos deste livro ajudarão, por certo, a descobrir a riqueza do seu conteúdo e justificam a continuidade da sua publicação: A Quaresma, preparação para a Páscoa; A dimensão penitencial da Quaresma; A dimensão baptismal da Quaresma; Pastoral e espiritualidade da Quaresma; O Leccionário do Tempo da Quaresma; Os cânticos e a música litúrgica para o Tempo da Quaresma; Das cinzas da morte ao fogo do Espírito.

Estamos habituados a chamar à Quaresma espaço de 40 dias de preparação para a Páscoa. Sabe a pouco falar assim. É mais verdadeiro, mais litúrgico e mais profundo chamar-lhe “sacramento”[2] ou “sinal sacramental da nossa conversão”,[3] que se celebra ao longo de 40 dias e tem por fim converter-nos: “Voltai para mim de todo o coração, diz o Senhor”.[4] É isso exactamente o essencial. Tão grande importância da Quaresma vem-lhe do mistério que Jesus viveu nos quarenta dias e quarenta noites passados no deserto, e que os seus amigos encontram agora nos 40 dias da Quaresma.

História, liturgia, pastoral, teologia e arte dos sons deram-se as mãos, através da palavra escrita dos respectivos autores, e proporcionaram-nos um livro rico de conteúdo e de fácil leitura.

O Mistério do Crucificado, a Quem Deus ressuscitou, é o núcleo de toda a revelação divina, é o centro da nossa fé, é a essência do cristianismo. A importância do Tempo da Quaresma tem a ver com tudo isso.



[1]     Normas Gerais sobre o Ano litúrgico e o Calendário, 27: EDREL 865.

[2]     Cf. Oração Colecta do Domingo I da Quaresma: “ annua quadragesimalis exercitia sacramenti…”; cf. também Oração sobre as Oblatas do mesmo Domingo: “… venerabilis sacramenti celebramus exordium…”.  

[3]     Mensagem do Papa Francisco para a Quaresma de 2018: «Mais uma vez vamos encontrar-nos com a Páscoa do Senhor! Todos os anos, com a finalidade de nos preparar para ela, Deus na sua providência oferece-nos a Quaresma, sinal sacramental da nossa conversão, que anuncia e torna possível voltar ao Senhor de todo o coração e com toda a nossa vida».

[4]     Joel 2, 12; cf, Mal 3, 7.

 




Avaliações

Sem avaliações neste momento.

Escrever uma avaliação

O Tempo da Quaresma

O Tempo da Quaresma

Formato: 148X210 mm
200 páginas
ISBN 978-989-8293-12-1
2ª edição – Março de 2018

>> Índice do livro

A primeira edição em livro data de 2011. Esgotadas estas edições, preparou-se esta nova edição, enriquecida com um Apêndice de textos escolhidos da Patrística e do Magistério da Igreja pós-conciliar: Paulo VI, João Paulo II, Bento XVI e Francisco.