A Celebração do Mistério do Natal Ver maior

A Celebração do Mistério do Natal

Novo produto

Formato: 148X210 mm
416 páginas
ISBN 978-989-8877-30-7
3ª edição–2018

Índice do livro »

Tempo e liturgia: introdução ao Ano Litúrgico; O Tempo do Advento; Espiritualidade do Advento; Mistério do Natal; A celebração litúrgica do Natal do Senhor; A Oitava do Natal; O Natal e a Epifania através dos tempos; A Celebração da Epifania; Textos da Patrística e do Magistério da Igreja pós-conciliar.

Mais detalhes

7,00€ com IVA

Adicionar à Lista de desejos

Mais informação

APRESENTAÇÃO

A abordagem da temática do Natal pode parecer simples e quase familiar, como simples e familiar foi o Nascimento de Jesus em Belém, se abstrairmos das prescrições imperiais do recenseamento imposto pela Roma dos Césares, e também das circunstâncias locais, frias e inóspitas, que rodearam a Natividade.

Apesar destas circunstâncias negativas, a aproximação geográfica da cidade de Belém para quem a procura com alma de peregrino ainda hoje é motivo de inefável alegria e provoca uma sensação quase física de serenidade e de paz. O cântico festivo dos anjos à entrada do presépio dava glória a Deus e desejava paz aos homens. Não é em vão que se chama a Jesus o Príncipe da Paz.

Um livro que trate do Natal deverá revestir-se de simplicidade, alegrar o coração dos leitores e infundir neles sentimentos profundos de paz, à semelhança da paisagem física dos arredores de Belém. Daí, em grande parte, a responsabilidade da sua feitura e o risco dos seus autores.

Este livro nasceu praticamente no Santuário de Fátima, sob o manto protector da Mãe de Jesus, e pretende revelar a fé da Igreja através da celebração do mistério do Natal. O Natal é efectivamente, depois da Páscoa, um acontecimento de primordial importância e está com ela intimamente relacionado. E nasceu em Fátima por ter sido a temática do XVI Encontro Nacional de Pastoral Litúrgica, em 1990, que se realizou na Cova da Iria. De resto e em consequência, a primeira celebração de cada Encontro costuma fazer-se na Capelinha das Aparições, local onde a Mãe de Deus se mostrou aos Pastorinhos e lhes transmitiu a mensagem que trouxe do Céu.

É deste mistério que este livro vai falar de maneira simultaneamente profunda e acessível: Tempo e liturgia: introdução ao Ano Litúrgico; O Tempo do Advento; Espiritualidade do Advento; Mistério do Natal; A celebração litúrgica do Natal do Senhor; A Oitava do Natal; O Natal e a Epifania através dos tempos; A Celebração da Epifania. Além dos dois novos capítulos que foram incluídos nesta 3.ª edição, foi ainda enriquecida com um Apêndice de textos escolhidos da Patrística e do Magistério da Igreja pós-conciliar.

 A história das celebrações natalícias não podia deixar de ser estudada, uma vez que sem o passado não se compreende o presente, nem se descobre a identidade de um povo ou mesmo de uma pessoa.

É uma história bela e complexa, que tem a participação empenhada do Oriente e do Ocidente, e na qual alguns povos e algumas culturas desempenharam um papel pioneiro. Orientais e Ocidentais ainda hoje mantêm a sua linhagem genealógica e a sua matriz cultural, celebrando o mesmo mistério da Encarnação em dias e com ritos diferentes – unidade da fé na diversidade dos ritos.

O Tempo do Advento, que antecede e prepara a celebração do Natal, ocupa um lugar importante e apresenta uma espiritualidade rica de doutrina teológica e de vida cristã. As suas quatro semanas proporcionam uma caminhada de esperança que conduz a Belém e à última vinda no fim da história humana.

A celebração do Natal é extremamente rica de simbolismo e de graça. Levou tempo a entrar na liturgia mas acabou por marcar uma presença que, infelizmente, nem sempre é atingida pela celebração do Mistério Pascal – a maior das solenidades da Igreja.

O tempo a seguir ao Natal, apesar da diversidade das suas celebrações, mantém uma unidade que não deixa de corresponder a uma verdadeira Oitava. De resto, depois da reforma conciliar do Vaticano II, só ficaram duas oitavas: a da Páscoa e a do Natal.

Na oitava do Natal, a liturgia põe em relevo a solenidade de Santa Maria, o Domingo da Sagrada Família e as festas de Santo Estevão, de São João e dos Santos Inocentes, além dos três dias finais do ano, que são férias da oitava.

A Epifania é a festa da Manifestação do Senhor aos Reis Magos, primícias da nossa vocação. Com eles, também nós, membros do povo que das trevas foi atraído pela luz da fé, começámos a entrar na posse da herança prometida.

Desde muito cedo que, nas Igrejas orientais, o Baptismo de Jesus foi posto em relevo na celebração litúrgica da Epifania. O mesmo acontece hoje na liturgia romana post-conciliar, sinal da aproximação entre o Oriente e o Ocidente que se vai delineando nas entrelinhas da história conduzida por Deus.

A riqueza desta 3.ª edição é ainda particularmente notória nas duas partes do Apêndice que lhe foi acrescentado, constituídas por Textos Patrísticos relativos ao Advento, Natal, Epifania e Baptismo do Senhor, e Textos do Magistério da Igreja pós-conciliar: Papa S. Paulo VI, Papa S. João Paulo II, Papa Bento XVI e Papa Francisco.

Fazemos votos por que este livro possa cumprir os seus objectivos pastorais e completar, esclarecendo, aquilo que a devoção popular tão belamente canta quando diz que o Menino entrou na Virgem Maria e dela saiu «como o sol pela vidraça».

Índice do livro »

Avaliações

Sem avaliações neste momento.

Escrever uma avaliação

A Celebração do Mistério do Natal

A Celebração do Mistério do Natal

Formato: 148X210 mm
416 páginas
ISBN 978-989-8877-30-7
3ª edição–2018

Índice do livro »

Tempo e liturgia: introdução ao Ano Litúrgico; O Tempo do Advento; Espiritualidade do Advento; Mistério do Natal; A celebração litúrgica do Natal do Senhor; A Oitava do Natal; O Natal e a Epifania através dos tempos; A Celebração da Epifania; Textos da Patrística e do Magistério da Igreja pós-conciliar.

Downloads