Novo Movimento Litúrgico em Portugal Ver maior

Movimento litúrgico em Portugal

Novo produto

Autor: Bernardino Ferreira da Costa, Abade de Singeverga

Tamanho: 148X210mm
N.º de páginas: 192
ISBN 978-989-8877-23-9
1ª edição: Junho de 2018

Colecção: Exsultet – 5

O Movimento litúrgico nasceu sobretudo como tomada de consciência da “questão litúrgica”, como elaboração consciente da “crise” da relação que a “modernidade” secularizada estabelece com a experiência ritual da fé...

Mais detalhes

5,00€ com IVA

Adicionar à Lista de desejos

Mais informação

Apresentação

O Movimento litúrgico, nos inícios do século XX, operou gradualmente a mudança na Liturgia. O Movimento litúrgico na Igreja, como todos os movimentos sociais, começou a nível local e, pouco a pouco cresceu, passando a sua mensagem até chegar às autoridades eclesiais a fim de se realizar a mudança litúrgica sistemática. (...)

É-me muito grato apresentar o actual estudo de D. Bernardino Costa, Abade de Singeverga. No Pontifício Instituto Litúrgico em Roma, acompanhei o autor na construção da sua tese em Sagrada Liturgia, em 2008, sob o título: Movimento litúrgico em Portugal (1926-1959): António Coelho O.S.B., o protagonista.

Foi com muita alegria que segui o óptimo trabalho neste doutoramento de investigação acerca do Movimento litúrgico em Portugal. O estudo mostra grande honestidade intelectual e, ao mesmo tempo, uma grande paciência, competência e humildade, qualidades indispensáveis para a maturação no tempo da inteligência da Liturgia, que é sempre a Fé celebrada.

A sua investigação, da qual agora nasce uma síntese desenvolvida e amadurecida, já depois de ter sido publicada, veio colmatar uma lacuna da ciência litúrgica em Portugal. Na verdade, foi necessário que um beneditino estudasse este tema, especialmente a partir da inspiração do Monge beneditino D. António Coelho e o encorajamento do Mosteiro de Singeverga.

Com efeito, uma tese estuda um objecto, valendo-se de determinados instrumentos. Entre estes, os mais importantes são as fontes. Este trabalho tem as fontes de primeira mão, a maior parte do arquivo do Mosteiro de Singeverga. Além disso, o autor aplicou um método muito claro e bem articulado de investigação coerente, sincrónica e séria ao longo do trabalho.

Este contributo para a ciência litúrgica em Portugal, inserido na colecção Exultet, constitua um desafio para outros estudos que nos ajudem a conhecer melhor o Movimento litúrgico e a Reforma Litúrgica em Portugal. Por isso, esta publicação é uma significativa colaboração dada à ciência litúrgica histórica e teológica, não apenas para Portugal, mas também para se compreender o conjunto do Movimento litúrgico europeu. Gostaríamos que fosse também um humilde auxílio para dar cumprimento ao refrão do Movimento litúrgico: «levar a Liturgia ao povo e trazer o povo à Liturgia». 

+ José Manuel Garcia Cordeiro
Bispo de Bragança-Miranda
Presidente da Comissão Episcopal da Liturgia e Espiritualidade

ÍNDICE

Siglas e Abreviaturas

Apresentação

Capítulo I

O Movimento litúrgico: antecedentes, início e expansão

          Introdução

1.       Ponto de Partida: Próspero Guéranger e a Abadia de Solesmes

          1.1. A expansão beneditina: Beuron e Maredsous

2.       Mont-César e o início do Movimento litúrgico

3.       Maria Laach e o Movimento litúrgico na Alemanha

4.       Finalpia e o Movimento litúrgico italiano

5.       Silos e Montserrat e o Movimento litúrgico em Espanha

6.       Princípios do Movimento litúrgico

Capítulo II

O Movimento litúrgico em Portugal
(1926-1959)

          Introdução

1.       A expulsão das ordens religiosas

2.       A restauração beneditina em Portugal (1892-1910)

3.       António Coelho e o início do Movimento litúrgico em Portugal

          3.1. A preparação de um Congresso litúrgico

          3.2. O Congresso litúrgico de Vila Real (1926)

          3.3. A revista Opus Dei, liturgia em pequenas doses

          3.4. A revista Opus Dei e a condução do Movimento litúrgico

                  3.4.1. O segundo Congresso de liturgia (Braga, 1928)

                  3.4.2. A Liga de Acção Litúrgica e Paroquial

                  3.4.3. As Semanas litúrgicas de Lisboa e Porto (1932)

          3.5. António Coelho e a propagação oral da liturgia

4.       O Mosteiro de Singeverga, uma escola de serviço litúrgico

          4.1. Bento Alves Ferreira

          4.2. O boletim Liturgia”

                  4.2.1. Gabriel de Sousa

                  4.2.2. Paulo Pinto de Carvalho

          4.3. Pereira dos Reis e o comentário à Encíclica Mediator Dei

          4.4. A revista Ora & Labora

                  4.4.1. Tomás Gonçalinho de Oliveira

5.       A importância de Singeverga no Movimento litúrgico português

CAPÍTULO III

O Movimento litúrgico e a redescoberta
da qualidade teológica da liturgia

António Coelho e a dimensão teológica
do Mistério celebrado

          Introdução

1.       A liturgia à procura da teologia: o Movimento litúrgico

          1.1. Columba Marmion, liturgia e vida espiritual

          1.2. Lambert Beauduin e o renovamento litúrgico

2.       António Coelho e a dimensão teológica do Mistério celebrado

          2.1. O Curso de Liturgia Romana: liturgia e teologia, duas ciências em relação

          2.2. A explicação do Mistério celebrado

          Conclusão

Avaliações

Sem avaliações neste momento.

Escrever uma avaliação

Movimento litúrgico em Portugal

Movimento litúrgico em Portugal

Autor: Bernardino Ferreira da Costa, Abade de Singeverga

Tamanho: 148X210mm
N.º de páginas: 192
ISBN 978-989-8877-23-9
1ª edição: Junho de 2018

Colecção: Exsultet – 5

O Movimento litúrgico nasceu sobretudo como tomada de consciência da “questão litúrgica”, como elaboração consciente da “crise” da relação que a “modernidade” secularizada estabelece com a experiência ritual da fé...