• Novo

Caritas urget – À luz da palavra de Deus

15,00 €
Com IVA

Autor: D. Augusto César

Tamanho: 160X230mm

N.º de páginas: 472

ISBN 978-989-9081-23-9

Coleção: Verbum caro – 10

Índice do livro »

Associando-se à celebração das Bodas de Ouro de Ordenação Episcopal do Senhor Dom Augusto César Alves Ferreira da Silva, Bispo Emérito da Diocese de Portalegre-Castelo Branco, o Secretariado Nacional de Liturgia coloca entre mãos esta coletânea de Homilias proferidas pelo Senhor Dom Augusto César, ao longo dos anos 2013 a 2021, em diferentes tempos litúrgicos e circunstâncias várias.

Quantidade

Prefácio

Associando-se à celebração das Bodas de Ouro de Ordenação Episcopal do Senhor Dom Augusto César Alves Ferreira da Silva, Bispo Emérito da Diocese de Portalegre-Castelo Branco, o Secretariado Nacional de Liturgia coloca-nos entre mãos esta coletânea de Homilias proferidas pelo Senhor Dom Augusto César, ao longo dos anos 2013 a 2021, em diferentes tempos litúrgicos e circunstâncias várias. “CARITAS URGET: À luz da palavra de Deus”, é o título que lhe deram para as abraçar com amor e gratidão. “Caritas Urget”, é o lema episcopal do Senhor Dom Augusto César.

Numa assembleia litúrgica, as pessoas são muito diferentes. São diferentes as sensibilidades, a formação, a cultura, as idades, as situações de vida, as preocupações e as disposições interiores, como diferentes são as motivações e as formas de compreender, estar e participar no culto. Por sua vez, quem faz a homilia também é ele e as suas circunstâncias pessoais, culturais, espirituais e possíveis projetos pastorais ou sentido de missão. As leituras e o Evangelho, porém, são as mesmas para todos, e todos, seja qual for a sua situação e a força da sua fé, esperam dessa Palavra escutada e celebrada, em ambiente festivo e orante, alguma coisa que ilumine e dê mais sabor e sentido à sua vida dentro do seu contexto e motivações existenciais. 

Como sabemos, e, aliás, a Igreja, os mestres e o próprio povo sempre nos recordam, a homilia não é uma conferência, nem uma aula, nem uma prestação de provas académicas, nem uma explicação exegética ou uma lição de história, nem a manifestação de protagonismo ou dos estados de alma de quem a faz, nem um momento para moralismos, nem uma ocupação inútil do tempo, só porque não se preparou. Sendo uma parte de toda a celebração litúrgica, não pode banalizar ou cortar essa unidade, descentralizá-la, desequilibrá-la nos tempos, ou tirar-lhe força. 

Tudo isto nos faz entender que a homilia não é uma tarefa fácil. O respeito pela celebração e pela assembleia implica responsabilidade e trabalho de preparação. E se alguém achar que foi sempre exemplar atire a primeira pedra! A homilia é um ministério, é uma arte nobre e exigente ao serviço da assembleia celebrante, cuja beleza e atualidade, cuja linguagem e estilo, em fidelidade à Palavra de Deus, deve, em tempo curto, despertar o interesse pela Palavra dita, dando mais fervor e significado à própria celebração.

A homilia é para todos os presentes, mas, cada um, sabendo que Deus está presente e o ama, deve sentir-se provocado e exortado a descobrir o que Deus lhe quer dizer, hoje, aqui e agora, com aquela Palavra, na sua situação concreta, deixando-se interpelar e julgar por essa Palavra que interioriza e deseja traduzir em atitudes de vida, com alegria e determinação. Mesmo que a Palavra seja sempre a mesma, nunca é igual, é sempre diferente. Nunca se esgota, há sempre dimensões novas para onde o Espírito nos conduz e donde brotam novos desafios. É sempre viva e eficaz, faz acontecer, é dinâmica, germina e faz crescer.

Estas homilias aqui reunidas tiveram um contexto celebrativo concreto, uma Palavra de Deus concreta, mas continuam vivas e a falar a quem as tomar como leitura e reflexão. Ao seu jeito, na sua linguagem e estilo, na sua alegria humilde e entusiasmo contagiante, o Senhor Dom Augusto César logo deixa transparecer que a Palavra de Deus que é escutada e celebrada, é, antes de mais, por ele refletida, vivida e transmitida com saber e experiência religiosa e missionária, sem esquecer o contexto concreto de cada assembleia celebrante. Ele anuncia, exorta, provoca o interesse, desperta, atualiza, faz captar a força da Palavra, hoje, nas situações concretas de cada um e pelo caminho que cada um, em Cristo e com Cristo, discerniu ser o seu em direção à santidade. 

Como acentua o Papa Francisco, a homilia é uma conversa de mãe (cf. EG139). A mãe conhece as preocupações do seu filho, aprende com ele, sabe quanto Deus o ama, fala-lhe em tom amigo e caloroso, transmite-lhe coragem e inspiração, leva-o a reconhecer de quanto ele é capaz de seguir em frente com alegria e esperança, sem desânimo, confiando no Senhor e nas talentos e capacidades que lhe foram dadas. 

Agradecemos ao Secretariado Nacional de Liturgia esta preciosa publicação nesta data jubilar do Senhor Dom Augusto César, à qual se associa também toda a Diocese de Portalegre-Castelo Branco, tendo muito presente todo o trabalho que aqui realizou em verdadeiro espírito de Pastor atento e dedicado, sendo sempre recordado e motivo de ação de graças. Bem haja!

X Antonino Eugénio Fernandes Dias
Bispo da Diocese de Portalegre-Castelo Branco

caritas

Downloads

Caritas urget

À luz da palavra de Deus

Downloads (556.39k)